Dia Internacional do Sushi: Luanda Rendida aos Sabores do Japão

In Features, Japanese, Restaurants, Sushi by Luanda NightlifeLeave a Comment

Este artigo foi publicado na última edição (Junho-Julho 2016) da Revista Rotas & Sabores, parceiro de mídia do Luanda Nightlife. Foto acima de Keita Mayanda.

Quando publicámos, há cerca de três anos, o primeiro “Guia de Sushi em Luanda”, no Luanda Nightlife, apenas cinco restaurantes constavam na nossa lista. Hoje, o número de restaurantes na cidade que serve esta iguaria japonesa já ronda os 15. A popularidade do sushi e a sua aceitação pelo público local é tanta que até o Kero, o maior grupo retalhista do país, faz questão de o ter sempre disponível nas suas lojas. Este sucesso faz com que não sejamos indiferentes ao Dia Internacional do Sushi, comemorado a 18 de Junho. No entanto, é preciso dizer que nem sempre foi assim e que os luandenses foram, a par e passo, aprendendo a gostar e a ter mais opções de restaurantes de sushi.

A primeira vez que vimos sushi em Luanda foi em 2008, no restaurante Cais de Quatro. Este foi dos primeiros restaurantes em Luanda a servir sushi com regularidade e com alguma qualidade. O peixe normalmente vinha da África do Sul e era confeccionado por uma equipa de sushimans brasileiros. Ao princípio, o sushi era servido apenas às quintas-feiras, mas a procura foi crescendo e hoje é uma das principais atracções do restaurante.

Nas nossas visitas ao Cais é comum vermos clientes a desfrutarem de um grande barco de sushi, peça a peça. A popularidade do sushi no Cais cresceu ao ponto das pessoas irem até lá especificamente pelo sushi. Talvez por isso, o restaurante tem vindo a ser votado pelo público como o “Melhor Sushi de Luanda” nos Prémios LNL desde o início da premiação, há três anos, contando agora com três vitórias consecutivas.

Sushi Morango Kook

Outro restaurante importante para a proliferação do sushi em Luanda é o Ásia Lounge. Aberto desde 2009, serve sushi de qualidade há sensivelmente sete anos e tem sido uma verdadeira escola para os sushimans que já passaram por lá. O restaurante junta uma cultura de sushi com um ambiente marcadamente japonês e uma decoração trendy e moderna. Normalmente, o atendimento corresponde às expectativas. De realçar que o Ásia Lounge é perfeito para jantares românticos, principalmente se conseguir reservar uma das mesas um pouco escondidas no piso superior. Mas se preferir o aconchego de casa, pode pedir delivery: o restaurante faz entregas na Mutamba e arredores, e está presente em Luanda Sul com o Sushi Belas, no Belas Shopping, que também faz entregas ao domicílio.

A evolução da qualidade do sushi na capital angolana teve na abertura do Oon.dah um dos seus pontos mais altos. Durante vários anos, o sushi neste restaurante esteve a cargo de Edwin Santa Ana, um filipino que se fixou na África do Sul ainda muito jovem. Muitos consideravam ser este o melhor sushi na cidade. Segundo vários amigos e apreciadores desta comida, o que eleva o sushi do Oon.dah para outro patamar, quando comparado com outros espaços, é o especial cuidado da equipa com a qualidade e a frescura do peixe. Nenhuma despesa é poupada, são comprados os melhores ingredientes a nível mundial – o atum e o salmão, por exemplo, são importados da Noruega. Tal como o Ásia Lounge, o Oon.dah oferece o serviço de sushi take-away, que tem sido um verdadeiro sucesso.

Sushi Kook Balde

Da Baixa para o Sul

Estávamos em 2013 quando abriu mais um lugar de excelência para comer sushi em Luanda: o Switch Supper Club, no Hotel Epic Sana. Com um conceito similar ao Oon.dah, no que toca à fusão da cozinha mediterrânea e asiática, o Switch rapidamente se tornou popular entre os amantes de sushi. Há mesmo quem considere que aqui se serve o melhor sushi da cidade – sendo que há comentários no TripAdvisor que dizem o mesmo. Entre as especialidades da casa, destacam-se o Sashimi Mix, o Spicy Tuna, o Switch Special e o Sushi Flambé.

Se estiver com a impressão que só a Baixa de Luanda tem excelentes restaurantes de sushi, não estará de todo enganado. No entanto, a abertura de três restaurantes em Luanda Sul – o Kook, o K Luanda Chic e o K Paz Flor – nos últimos três anos, acabou de vez com a supremacia da Baixa.

Alguns membros da equipa do LNL, embora divididos, reconhecem que estes três espaços servem o melhor sushi do país. O Kook, aliás, surgiu em segundo lugar na votação pública do “Melhor Sushi do Ano” dos Prémios LNL dois anos consecutivos, enquanto o K Luanda Chic e o K Paz Flor, pertencentes ao mesmo grupo, estão quase sempre cheios. Somos particularmente fãs da qualidade do sushi dos restaurantes K e na experiência dos seus sushimans. O sushi é delicioso tanto no K Luanda Chic como no K Paz Flor e os dois partilham a mesma carta.

Sushi K Paz Flor

É da responsabilidade do Kook a criação, há mais de um ano e meio, do Festival de Sushi em Luanda, um evento semanal que ocorre às terças-feiras e que quase sempre esgota. A receita é simples: pelo preço de uma combinação de 20 peças, cada cliente é recebido com uma flute de espumante, seguida de uma entrada de Sopa Miso, uma peça à escolha do chef, um combinado de 20 peças (diferentes dos menus dos outros dias) e uma sobremesa.

O Kook pegou no sucesso deste festival e exportou-o para o Restaurante Mirage e para o Brisa Café, dois lugares que partilham o mesmo endereço: o Edifício Deana Day Spa, na Marginal de Luanda. Assim, o sushi do Kook pode ser apreciado tanto na Baixa como em Talatona.

Sashimi Lagosta Kook

Em cerca de oito anos, o sushi em Luanda deixou de ser servido apenas uma vez por semana no Cais de Quatro e passou a ter o seu próprio festival. Tudo indica que a popularidade desta iguaria japonesa continuará a crescer não só em Luanda mas também no resto do país.


International Sushi Day: Luanda Surrenders to the Taste of Japan

When we first published our “Luanda Sushi Guide” on Luanda Nightlife (LNL) three years ago, only five restaurants made it to our list. Today, the number of restaurants offering this Japanese dish has increased to around fifteen. Sushi’s popularity and its acceptance by the local public is so widespread that even the country’s biggest retailer Kero keeps a sushi bar.

This triumph of sushi encourages us commemorate International Sushi Day on June 18. However, once upon a time there wasn’t such a thing as ‘the love of sushi’. Eating sushi is a taste recently acquired and much sought after by ‘Luandalites’ who now enjoy having more choices of where to eat their sushi. So, let’s look back into the past:

Sushi first made an appearance in Luanda in 2008. Cais de Quatro was one of the first restaurants to serve sushi regularly and with some quality. The fish was imported from South Africa and prepared by a team of Brazilian sushimen. They began by serving sushi on Thursdays only, but the demand steadily increased and today it is one of the restaurant’s main features.

In our rounds to Cais de Quatro it has become commonplace to see gourmands consuming a great dish of sushi, piece by piece. Sushi’s popularity at Cais de Quatro has grown to such an extent that people have began go there just to eat sushi. Perhaps the reason why this restaurant has won the public choice LNL Award “Best Sushi in Luanda” for three consecutive years since we created the award three years ago.

Another restaurant that has played a key role in the proliferation of sushi in Luanda is the Asia Lounge. Open since 2009, it has been serving quality sushi for nearly seven years and been a veritable school for the sushimen that have stood behind its cutting boards. The restaurant combines the sushi culture’s markedly Japanese ambiance with a trendy and modern décor. Normally, the service is up to the expectations. We would like to note that the Asia Lounge is the perfect place for a romantic dinner if you manage to reserve one of the secluded tables on the upper floor. If you prefer to eat at home, ask for take-out; the Asia Lounge make deliveries in and around Mutamba and surrounding neighborhoods and has an ‘outlet’ in Luanda Sul, ‘Sushi Belas’ at Belas Shopping, which also makes home deliveries.

The evolution of sushi quality in Luanda reached one of its highest peaks with the opening of Oon.dah. For several years this restaurant was under the charge of Edwin Santa Ana, a Filipino chef raised in South Africa. Many have considered his to be the best sushi in Luanda. According to several sushi lovers and connoisseurs, what makes Oon.dah’s sushi particularly good is the chef’s special attention to the quality and freshness of the fish. No expense is spared to purchase the best ingredients worldwide. As an example, the tuna and the salmon are imported from Norway. Like the Asia Lounge, Oon.dah offers a sushi take-out service that has proven to be successful.

From Downtown to the South of Town

We were in 2013 when another excellent place to eat sushi opened in Luanda, the Switch Supper Club at Epic Sana Hotel. Offering a Mediterranean and Asian cuisine fusion concept similar to Oon.dah’s, the Switch became rapidly popular among sushi lovers. Some even consider it the best sushi in town – as supported by some comments on TripAdvisor. Among the house’s specialties are the sashimi mix, spicy tuna, switch special and sushi flambé.  

If you are under the impression that only Downtown Luanda has excellent sushi restaurants, you may be wrong. The opening of three restaurants in Luanda Sul – Kook, K Luanda Chic and K Paz Flor – in the past three years has ended the supremacy of Downtown.

Some members of the LNL team, although divided, recognize that these three places serve the best sushi in the country. In fact, Kook has earned second place in the LNL Award “Best Sushi of the Year” for two consecutive years, whereas K Luanda Chic and K Paz Flor, belonging to the same group, are nearly always full. We are especially fans of the quality of the sushi and experience of the sushimen at the K restaurants. The sushi is as delicious at K Luanda Chic as at K Paz Flor and both restaurants share the same menu.

Kook is responsible for creating the first “Sushi Festival” in Luanda, a weekly event taking place on Tuesdays that is nearly always fully booked. The recipe is simple: for the price of a 20-piece combo, each customer is welcomed with a flute of sparkling wine, followed by an entrée of Miso soup, a chef’s choice piece, a 20-piece combo (different from that available à la carte) and a dessert. Kook has exported the success of this festival to Restaurante Mirage and Brisa Café, two places sharing the same address: the Deana Day Spa Building at Marginal. Thus can Kook’s sushi can be appreciated both Downtown and in Talatona.

Suffices to say that around eight years after arriving in Luanda, sushi has gone from being served only once a week at Cais de Quatro to having its own festival. Everything points to the continuing growth of ‘sushi craving’ not only in Luanda, but also in the rest of the country.

Leave a Comment