1st Wednesday Dining Society: Uma Noite Memorável na Sra. Tasca

In Restaurants by Luanda NightlifeLeave a Comment

Click here for English

Na noite do dia 5 de Julho o restaurante Sra. Tasca albergou o primeiro de 12 jantares anuais do 1st Wednesday Dining Society, uma nova inciativa do LNL que tem como seus objectivos promover os restaurantes que farão parte do próximo Angola Restaurant Week e impulsionar a criatividade dos chefs das mais renomadas cozinhas luandenses.

Foi, seguramente, uma ocasião inesquecível, não só pelos sabores mas também pela companhia de todos os presentes. O Chef Daniel Lunge e o Sub-Chef Simão foram as estrelas do evento, e um dos momentos mais altos da noite foi quando foram ovacionados, de pê, pelos presentes quando finalmente tiveram a oportunidade de sair da cozinha para apresentarem-se. Gravados na nossa memória ficam jóias gastronômicas como o Creme de Gimboa com Ravioli de Calulu, o Folhado de Queijo de Cabra com Gimboa e Salada Waldorf, ou ainda o excelente Lombo de Garoupa Braseada com Batata Doce e Legumes Glaceados, harmonizado com Vinho Branco Meruge 2015 do Douro que foi coisa de outro mundo. Mas já chegaremos lá.

De realçar que o 1st Wednesday Dining Society é uma comunidade de amantes de boa comida que junta-se uma vez por mês para jantar, descobrindo e partilhando experiências únicas no universo da gastronomia local. Na primeira quarta de cada mês, esta comunidade juntar-se-á num restaurante escolhido pelo LNL, onde o chef da casa terá o desafio de criar um menu de degustação único, harmonizado com os vinhos da casa. Todos os restaurantes selecionados farão parte do Angola Restaurant Week, em Outubro.

Cocktails e hors d’oeuvres

A noite começou de maneira informal, com cocktails providenciados pela Blue Polpa a partir do seu próprio bar provisório instalado na entrada do restaurante e hors d’oeuvres oferecidos pela casa. As pessoas iam chegando, aos poucos, pegavam o seu cocktail e andavam pelo espaço para o conhecer melhor. Os garçons da Sra. Tasca passeavam com os pratos das pequenas entradas entre os convidados; as mesmas não duravam muito tempo no prato. Até às 20h30 já a grande maioria dos convidados tinha chegado e iniciou-se o jantar.

As entradas

O primeiro prato a ser servido foi um exemplo de como é possível “brincar” com a gastronomia nacional e a interpretar de uma maneira original e moderna, mantendo os mesmos ingredientes, as mesmas texturas e os mesmos sabores tão conhecidos por nós. Falamos do Creme de Gimboa com Ravioli de Calulu, acompanhado pelo Espumante Terras do Domo Rosé (2015), um vinho que, na sua generalidade, foi bem aceite pelos convidados. Apesar do creme em si estar muito bom, a supresa do prato foi mesmo o Ravioli de Calulu, uma dentada que nos transportava aos almoços de sábado na casa da avô. Esplêndido.

O creme foi seguido pelo Folhado de Queijo de Cabra com Gimboa e Salada Waldorf, e aqui a maridagem com o espumante foi melhor conseguida. Este folhado de queijo de cabra é uma das especialidades do Chef Lunge, sendo que a inserção da salada waldorf foi uma inspiração ocorrida precisamente por causa do jantar do 1st Wednesday: nenhum dos pratos do menu do nosso jantar consta no menu actual da casa.

A seguir às entradas tivemos direito a um amuse bouche: gelado de lima.

 

Os pratos principais

O momento gastronômico mais alto da noite estava reservado pelo excelente Lombo de Garoupa Braseada, servido com batata doce, legumes glaceados e um molho divinal. O vinho escolhido pelo nosso conhecido Hildérico Coutinho, também ele presente a convite do restaurante para navegar o nosso caminho pelo mundo vinícola, foi um Branco Meruge 2015 do Douro, talvez o melhor branco que tenhamos provado num restaurante em Luanda no último ano. A harmonização com a garoupa foi perfeita e há quem, na sala, pediu bis de ambos.

Difícil seria o chef Lunge superar um momento tão alto com o Bife Wellington, Molho de Cogumelos, e Chips de Batata Doce que veio a seguir, acompanhado pelo Três Bagos Reserva 2014, um tinto do Douro produzido pelos mesmos visionários que deram ao mundo o Meruge, o projecto Lavradores de Feitoria. Para muitos, o bife passou do ponto.

 

A sobremesa

Chama-se Delícia da Sra. Tasca e foi o último prato da noite, acompanhada pelo Vinho do Porto LBV Quinta do Portal. Não foi necessariamente o prato mais apreciado da noite, mas a maridagem com este particular vinho do Porto foi interessante, segundo os presentes. Apesar deste final doce, a maioria ainda falava da garoupa e do Meruge…

Os chefs

Angola tem tudo para ter uma rica tradição culinária desenvolvida e aperfeiçoada pela “prata de casa”, e é com muito orgulho que vemos chefes angolanos a cozinhar em alguns dos melhores espaços da cidade. O Chef Daniel Lunge, à direita, e o Sub-Chef Simão, à esquerda, são dois bons exemplos disso. São eles os responsáveis pela cozinha do restaurante Sra. Tasca e foram eles os responsáveis pelo belíssimo jantar do 1st Wednesday Dining Society que lá tivemos na quarta. Bem haja.

E quando é o próximo?

O próximo jantar do 1st Wednesday Dining Society será no dia 2 de Agosto, num restaurante a anunciar. Como sempre, os subscritores da nossa Newsletter têm sempre prioridade (para os que ainda não o são: eepurl.com/tWPgT).


On the evening of July 5th, Sra. Tasca restaurant hosted the first of 12 annual 1st Wednesday Dining Society dinners, a new initiative from LNL that seeks not only to promote some of the restaurants that will participate in the next Angola Restaurant Week but also challenge chefs in some of Luanda’s best restaurant kitchens. 

It was a memorable event, not just because of the food we ate but also because of the presence of our public, food lovers just like us. Chef Daniel Lunge and sous-chef Simão were the evening’s true stars, and one of the best moment was when they were the recipients of a spontaneous standing ovation when they finally left the kitchen to introduce themselves to diners. Seared into our memory are gastronomical pearls such as the Cream of Gimboa with Calulu Ravioli, the Goat Cheese Folhado with Gimboa and Waldorf Salad, and the excellent Seared Grouper with Sweet Potato and Legumes, paired with a phenomenal 2015 Meruge White from Douro. But more on this later.

For those that are new to this, 1st Wednesday Dining Society is a community of food lovers that dines together once a month, discovering and sharing unique experiences with our local gastronomy. On the first Wednesday of the month, this community will dine in a restaurant handpicked by LNL, where the resident chef will develop an exclusive tasting menu paired with wine. All selected restaurants will take part in Angola Restaurant Week, in October.

Cocktails e hors d’oeuvres

The night started rather informally, with free cocktails provided by Blue Polpa from their pop-up bar at the entrance to the restaurant and hors d’oeuvres offered by the restaurant. As people slowly started arriving, they’d get a cocktail and walk around the restaurant, getting to know its two dining room. Sra. Tasca’s waiters drifted about with plates filled with little appetizers; the plates weren’t full for long. By 8:30pm most guests had arrived; we then started dinner.

The appetizers

The first dish served was a creative example of how it’s possible to reimagine our national cuisine and reinterpret it in an original, modern fashion, maintaining the same ingredients, the same textures and the same flavors so well known to us. We’re speaking, specifically, of the Gimboa Cream with Calulu Ravioli, which was paired with the sparkling wine Espumante Terras do Domo Rosé (2015). The pairing was generally well accepted by our guests. While the cream soup was a great way to eat Gimboa, the real surprise here was the delectable Calulu Ravioli; one bit of it transported us to those Saturday dinners at our grandmother’s house. Superb.

The cream was followed by Goat Cheese Folhado with Waldorf Salad, again paired with the same sparkling wine (it worked better with the goat cheese). This dish is one of Chef Lunge’s specialties, but the inclusion of the salad was a piece of inspiration made exclusively for this event. None of the dishes on 1st Wednesday menu are actually served at the restaurant in that particular incarnation.

After the starters came the amuse bouche: lime ice cream.

The entrées

The highlight of the night was without a doubt the excellent Seared Grouper Loin served with sweet potato and legumes and a dash of a divine sauce. The wine chosen by our man Hildérico Coutinho, himself a restaurant invitee to help us navigate the wines on offer, was a white Meruge 2015 from Douro, perhaps the single best white wine we’ve had in a restaurant here in Luanda over the past year. The pairing with the grouper was perfect and we know of a few people in the room that asked for seconds. Of both.

It proved to be quite an act to follow for Chef Lunge and his team and the subsequent Beef Wellington with mushroom sauce and sweet potato chips didn’t hit the same hights; some guests felt the meat was overcooked. It was served with a red Três Bagos Reserva 2014 from Douro, made by the same people responsible for the Meruge: Lavradores de Feitoria. 

The dessert

It was called Delícia da Sra. Tasca and was the evening’s last dish, paired with a LBV Quinta do Portal Port wine. It wasn’t exactly the most memorable dish, but those present enjoyed the port wine pairing. Despite the sweet finale, most people were still raving about the grouper and that Meruge…

The chefs

Angola has almost everything it needs to boast of a rich culinary tradition developed by local chefs, and we’re very proud to see Angolan chefs working in some of the best restaurants in the city. Chef Daniel Lunge, on the right, and sous-chef Simão, on the left, are two great examples. They’re the ones responsible for Sra. Tasca’s kitchen and they were the minds and hands between the beautiful 1st Wednesday Dining Society dinner we had last Wednesday. 

What happens next?

The next 1WDS dinner is on August 2nd, in a restaurant to be announced soon. As always, Newsletter subscribers have priority (subscribe here: eepurl.com/tWPgT).

Comments

comments