Restaurante Vitrúvio: esmero e serviço de primeira

In ****, Italian, Mutamba, Puxado / Upmarket $$$, Restaurants by Luanda Nightlife1 Comment

Escrito por Winnie Carmo

Click here for English

No 1º andar do Hotel Epic Sana, o restaurante Vitrúvio transborda requinte e classe.

Se fizer uma reserva, poderá, de antemão, escolher uma mesa que vá de acordo com o que deseja (perto da janela, num local discreto, ao lado da extensa selecção de vinhos, etc). Logo à porta, antes mesmo de entrar no restaurante, vai ver pequeno um carrinho de vendas de feira, decorado de produtos proveniente da Itália, alguns dos quais estão à venda, é só informar-se junto do staff.

Dentro do restaurante, o ambiente é aconchegante, sem deixar de destilar algum glamour e aprumo. As cores predominantes da decoração são o azul-turquesa escuro, vários tons de castanho e caramelo e umas pitadas de branco.

Como entrada, deixamos que fosse o Couvert [AKZ 2.000/pessoa] a fazer as honras da casa. Composto por pedaços de queijo de diferentes tipos, pão, chouriço, fatias de mortadela e o que pareciam ser pedacinhos de uma quiche de cogumelos, notou-se o frescor de cada ingrediente, o que foi um óptimo começo.

Para o prato principal, pedimos o Rolo de Salmão em cama de arroz venere e gambas com vinagrete aromática [AKZ 9.000]. O salmão estava razoável, de acordo com o que se pode esperar do mesmo em Angola, o prato estava bem temperado, mas tinha gordura em demasia, o que decepcionou-nos consideravelmente, uma vez que com uma apresentação impecável, esperávamos um sabor mais balanceado.

Para acompanhar, pedimos o Vitrúvio Temptat [AKZ 3.500], um cocktail que, segundo o garçon, é ao sabor do freguês. O LNL, por sua vez, pediu que barman fizesse uso da sua liberdade de criação e nos surpreendesse, o que foi exactamente o que ele fez, pela positiva. Desconhecemos o seu conteúdo, mas aprovamos o resultado. O cocktail estava 5 estrelas.

Para terminar, pedimos o Pudim de Natas (panna cotta) com frutos vermelhos [AKZ 3.000], que estava simplesmente divinal. O pudim tinha uma maciez que o fazia desfazer-se na boca como se fosse uma nuvem, e o mirtilo deu-lhe aquele toque especial, acrescentando um sabor autenticamente silvestre.

Quanto ao serviço, foi a primeira vez que vimos tanta perspicácia e a arte de ouvir a ser implementada. Ao longo de toda a noite, fomos muito bem tratados e informados sobre todas as questões que levantamos. Sentimos que, no Vitrúvio, o cliente realmente tem sempre razão.

Tirando a gordura em demasia no prato principal, a experiência foi muito agradável, e o LNL voltaria pelo couvert, pela panna cotta, para provar os diversos pratos no menu do Vitrúvio, e pelo serviço, de certeza.

Vitrúvio (Hotel Epic Sana)

Endereço: Hotel Epic Sana, 1º andar, Rua da Missão, Luanda – Angola
Tel. (reservas): +244 928 491 880| 222 642 703 | 222 642 600
Email: vitruvio.luanda@epic.sanahotels.com
Horário: Todos os dias, das 12:30h às 23h
Classificação LNL: * * * *


Restaurante Vitrúvio: Dedication and first class service

Written by Winnie Carmo

Located on Epic Sana Hotel’s first floor, Vitrúvio oozes class and refinement. 

When you make a reservation, you can choose exactly where you’d like to sit (near the window, in a discreet spot, next to the extensive wine selection, etc.). Right at the door, before you even set foot inside,  you’ll notice a small food cart decorated with Italian products, some of which are for sale. Just ask staff for details.

Inside, the atmosphere is cozy and welcoming despite the sense of a formal restaurant. Dominant colors are dark turquoise, various shades of brown and caramel and a few splashes of white.

For starters, we let the Couvert [AKZ 2,000/person] do the honors. Composed of different types of cheeses, bread, chorizo, sliced mortadella and what appeared to be small pieces of a mushroom quiche, the freshness of each ingredient was well appreciated. What a way to start our meal. 

For the main course, we ordered the Salmon Roll on bed of Venere rice and prawns with aromatic vinaigrette [AKZ 9,000]. The salmon was OK, according to what can be expected of it in Angola, and the dish was well seasoned, but unfortunately it had too much oil. The salmon’s greasiness considerably disappointed us since the presentation was impeccable; we expected a more balanced flavor.

To go with the meal we ordered the Vitrúvio Temptat [AKZ 3,500], a cocktail that, according to the waiter, is created by you, the diner. LNL, in turn, asked the chef to make use of his freedom to create and surprise us, which was exactly what he did, in a positive way. We do not know its content, but we approved the result. The cocktail was great.

To finish, we ordered the Panna cotta with red berries coulis [AKZ 3.000], which was simply divine. The panna cotta had a softness that made it melt in our mouths like a cloud, and the blueberry gave that special touch, adding an authentically wild flavor.

As for the service, it was the first time we saw so much perspicacity and the art of listening being implemented. Throughout the night we were treated very well and informed about all the questions we raised. We felt that, at Vitrúvio, the client is always right.

Apart from the excessive oil on the main course, the experience was very pleasant, and LNL would surely return for the couvert, the panna cotta, for the extensive menu, and for the service.

Comments

comments