Alta Gastronomia em Angola: A 2ª Edição do 5 Chefs – 5 Pratos – 5 Vinhos

In Angolan, Features, Jantares vínicos, LNL Events, Puxado / Upmarket $$$ by Luanda NightlifeLeave a Comment

“Descolado que foi este processo, temos de o manter a voar, mesmo se para isso, muito mais energia do que a imaginável seja necessário utilizar. Verdade seja dita, ninguém alguma vez disse que trabalhar com Chefs é fácil e eu até devia estar calejado…

Como vos havia prometido, outros espaços de grande qualidade de Luanda seriam visitados por este evento. É o caso do Brasa, um restaurante do grupo Dreams Leisure, que tem aqui um espaço de exaltação à carne.

Passemos então para as estrelas da noite, os Chefs, começando pelo anfitrião, que apesar de ser o chefe residente do Restaurante Kymbu é um dos da casa e depois seguindo a ordem pela qual vão ser servidos os pratos:

Almiro Cajiji

Almiro Cajiji2

Almiro Cajiji nasceu em 1979 na cidade de Luena na província de Moxico. Começou a interessar-se por estas artes enquanto emigrante na Holanda, mas foi em Angola que teve oportunidade de concretizar esse desejo através de uma formação promovida pelo Hotel HCTA de Talatona. Foi também aí que começou o seu percurso profissional como ajudante de cozinha, evoluindo depois para subchefe de cozinha do Restaurante Brasa e finalmente atingindo o patamar de Chef de Cozinha no Restaurante Kymbu.

Carla Ferraz

unnamed (4)

Carla Ferraz, nascida em Luanda há 25 anos atrás, andou na escola em Portugal nos primeiros anos de vida tendo-se mudado para a Suíça aos 14 anos de idade. Apaixonada por artes e indecisa acerca do caminho a percorrer, acabou por ser a culinária a arte que acabou por a seduzir. Aos 19 anos ingressa na escola EMS Les Martinets em Fribourg onde permaneceu por três anos num sistema de ensino profissional, com estágio em restaurantes durante a permanência do curso. Após o curso, estagiou, como cozinheira de 2ª, no Restaurante Grand-Pont e depois, já como subchefe no Restaurante Sainte-Jeunne.

Regressou a Angola e trabalhou com subchefe sob as ordens da Chef Inga Neves no Champagneria by Chill Out e tendo posteriormente ingressado no Miralua ainda como subchefe mas onde ascendeu ao cargo de Chef e sendo neste momento quem dá a cara por aquele belíssimo espaço.

António Domingos Canganjo

unnamed (5)

António Domingos Canganjo, 27 anos, nascido em Cacuaco, é um Chef de formação exclusivamente angolana, tendo começado como ajudante de cozinha num pequeno restaurante e depois entrando na alta-roda pela mão do HCTA onde conseguiu chegar a cozinheiro de 1ª. Ascendeu posteriormente a subchefe no Kymbu, outro restaurante do grupo HCTA e de onde saiu para liderar a cozinha do Futila Beach Resort em Cabinda onde permanece até hoje.

Ricardo Braga

Ricardo Braga AWF

Ricardo Braga, 33 anos, natural de Lisboa, onde estudou na Associação de Cozinheiros e Pasteleiros de Portugal. Durante a sua formação passou por um restaurante de cozinha japonesa, o Bonsai, algo a que poucos conseguem resistir hoje em dia e ainda bem, pois é uma cozinha onde o pormenor faz toda a diferença. Passou também pelo Flor de Sal com cozinha de autor e não admira pois o gozo que mostra quando lhe é permitido fazer um menu degustação. Passou por hotéis em Lisboa e Luanda tendo aterrado, ou deveria dizer amarado?, no Caribe da Ilha do Cabo. Foi um dos escolhidos para acompanhar o Chef Helt Araújo numa equipa de três Chefs angolanos que em Paris tiveram a honra, primeiro país africano a fazê-lo, de cozinhar para a Academia Internacional de Gastronomia com grande sucesso e reconhecimento.

Marilene de Boa Morte

unnamed (6)

Marilene de Boa Morte, 32 anos, ficou outra vez para o fim e ainda bem pois foi uma das estrelas mais cintilantes no último jantar e pelo que me apercebi, ela desta vez não quer fazer por menos. Esperem só pela sobremesa…

Natural de S. Tomé e Príncipe, anda desde tenra idade nestas lides, tendo frequentado a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril e estagiado no Hotel Altis Belém, distinguido com uma estrela Michelin. Passou depois para o Darwin’s Café na Fundação Champalimaud onde permaneceu por três anos antes de decidir rumar a Angola para trabalhar como chefe executiva no Palmeiras Lounge da empresa Ociwana.

Passemos agora ao mais ansiado, os pratos e os vinhos – acreditem que irão aqui ter umas boas surpresas em preciosidades encontradas na garrafeira da casa – a serem servidos:

1º MOMENTO (Carla Ferraz)

Tártaro de garoupa em mousse de raiz vermelha
Espumante Branco Aliança Super Reserva Bruto 2009

2º MOMENTO (Domingos Canganjo)

Linguini nero c/ caril de lagosta e farinha musseque
Vinho Branco Gloria Reynolds 2007

3º MOMENTO (Ricardo Braga)

Canelones de rabo de boi e peito alto
Vinho Tinto Lima Mayer 2007

4º MOMENTO (Almiro Cajiji)

Sirloin braseado, puré de mandioca, lagrimas de muteta e cravos de bananas-pão
Vinho Tinto Quinta de Foz de Arouce 2010

5º MOMENTO (Marilene de Boa Morte)

Bomboca surpresa
Vinho do Porto Late Bottled Vintage Taylor’s 2003

DATA: 29 JUNHO 2016 HORA: 20H00 (Começa impreterivelmente às 20h30)
LOCAL: Restaurante Brasa (Condomínio Colinas do Sol, Talatona)
PREÇO: 19.500 Kz

Reservas: Através de geral@brasa.co.ao

Atenção que este é um menu degustação, onde os pratos e os vinhos vão sendo apresentados ao longo do jantar. Assim sendo, quem se atrasar terá de se sujeitar a comer e a beber o que ainda faltar servir. Não será possível, até por questões logísticas, servir o menu desde o início. Por isso, não se atrasem que quiserem desfrutar na sua totalidade este fantástico jantar!”

-Hildérico Coutinho

Escanção/Sommelier

Clube Nómada

Vinhos, Gastronomia & Outros Prazeres…

 

Comments

comments