Chitaka

In ***, Angolan, Live Music, Mediano / Average $$, Mutamba, Portuguese, Restaurants by Luanda Nightlife1 Comment

Chitaka is one of the newer and more high-profile restaurants in Luanda. It opened in June 2011 to great fanfare: formal inauguration by the Minister of Hotels & Tourism, ample press time, ribbon-cutting and champagne all around. The restaurant is large and is divided into two floors. The ground-level floor features a pastry shop, bakery, and buffet area, where you pay by weight, and upstairs you have the à la carte restaurant, VIP room (with separate entrance and parking), and esplanade. The decoration and interior design of Chitaka is well thought-out, well-lit and rather unique – you don’t see many restaurants like it in Luanda. Tones of brown, wood, and brick prevail. When we went, we noticed the Herero photography by Brazilian Sérgio Guerra. Even the bathrooms here are beautiful and out of the ordinary, as you’ll see in one of the photos below. If you are staying at Hotel Presidente, you simply have no excuse not to come here – skip that dreadful, expensive buffet, walk 100m and check out this place instead. Note that there is private parking available, for free.

One of the great things about Chitaka is that it’s open all day. You can have all three of your meals here if you wish. We’ve tried a very decent yet simple breakfast (cheese sandwich with orange juice) for a relatively sensible price; we’ve sampled the lunch buffet; we’ve had dinner at the à la carte section of the restaurant and we’ve even just stopped by for a cold Cuca on draught (those that want to catch a game can do so as well since the lower level has LCD screens). As such, we’ve gotten to sample the food on numerous occasions – it’s primarily Portuguese with strong Angolan, Brazilian, and other Lusophone influences. Chitaka and its chef, the Brazilian Heliton Rodrigues Barbosa, recently won an award from the Association of Brazilian Businessmen and Executives in Angolan (AEBRAN) for having the best food in Luanda cooked by a Brazilian head-chef. The competition: Esplanada Grill (Ilha), Emporium Bistro (Talatona) and Bayside (Marginal). Not bad at all for the newest restaurant on the block. On a scale of 1-10, our friend gave the food a rating of 8.

The clientele is mostly Portuguese, Brazilian, and Angolan, with a smattering of Americans and Chinese; the staff meanwhile is Angolan and Portuguese. For the VIP room, which is open to the public but requires a reservation, you’ll pay about 1000kz ($100) a head; for the à la carte menu expect prices to hover around 5000kz ($50) not including drinks. The bakery and pastry in the lower level bakes its own goods from 6am-11am and is well worth it. There is also take-away service from 11am-3pm and from 7pm-11pm, and delivery from 6pm-midnight.

Lastly, something has to be said about the live music here. We are huge fans of live music and we’re happy to see it in several restaurants in Luanda. But in our opinion, live music during dinner shouldn’t take away from your overall experience. At Chitaka, we had to leave the restaurant area and eat at the buffet area downstairs instead because we simply couldn’t hear ourselves talk over the music. It was way too loud. If we’re going to pay 5000kz without drinks included for our meal, it’d be nice to be able to have a conversation, music or not.

Other than this, we do recommend Restaurante Chitaka!

O Chitaka é um dos restaurantes mais novos de Luanda. Foi inaugurado pelo Ministro de Turismo e Hotelaria em Junho de 2011 com pompa e circunstância e hoje continua a ser referência na baixa da cidade. O restaurante tem dois andares e um pouco de tudo para todos os gostos: o rés-do-chão conta com uma pastelaria, padaria e serviço de buffet com comida a peso; no piso de cima tem o restaurante com serviço a la carte e a sala VIP (que conta com entrada e estacionamento separado e privado). É também no piso de cima onde pode encontrar a esplanada. O restaurante tem uma bonita decoração e é um espaço com excelentes acabamentos interiores. Nota-se o requinte. Reparamos também na exposição de fotografia do brasileiro Sérgio Guerra sobre os Hereros. Predominam os tons castanhos, o tijolo e a madeira – uma decoração única que não é muito comum em Luanda. Até os WCs são bonitos, como demonstra uma das fotos aqui. Se fôr ao Chitaka de carro, pode estacionar no parque do restaurante – é grátis e seguro. 

Uma das coisas que gostamos no Chitaka é o facto de estar aberto todo o dia. Se quiser pode comer aqui as suas três refeições. Nós já experimentamos um matabicho simples (sandes de queijo com sumo de laranja), o buffet do almoço e o serviço do jantar a la carte. Também já passamos por aqui só mesmo para beber uma Cuca gelada. Para os apreciadores de desporto, importa realçar que este espaço tem ecrãs LCD. Como vêm, tivemos a oportunidade de experimentar a comida por diversas vezes – é mesmo muito boa. É uma mistura das tradiçoes culinárias de Portugal, Angola e Brasil, com certas influências de outros países lusófonos. O Chitaka e o seu chef, o brasileiro Heliton Rodrigues Barbosa, ganharam recentemente um concurso gastronómico organizado pela AEBRAN (Associação de Empresários e Executivos Brasileiros em Angola). O concurso contou com a participação de três outros restaurantes luandenses com chefs brasileiros: Emporium Bistro (Talatona), Esplanada Grill (Ilha) e o Bayside (Marginal). Nada mal para o restaurante mais novo entre os quatro. Numa escala de 1-10, um amigo com quem fomos várias vezes deu nota 8 à comida do Chitaka. Concordamos.

A clientela é maioritariamente portuguesa, brasileira e angolana, com alguns americanos e chineses à mistura; o staff do restaurante é português e angolano. Para a sala do VIP, que é aberta ao público mas precisa de ser reservada com antecedência, pagará cerca de $100 (1000kz) por pessoa; os preços da área ‘a la carte’ rondam os $50 (5000kz) antes das bebidas. A padaria e pastelaria do rés do chão são de fabrico próprio e está aberta das 6 às 11 da manhã e vale a pena. Há serviço de take-away das 11 às 15 horas e das 19 às 23, e entrega ao domicílio das 18 à meia-noite.

Por fim, há algo a dizer sobre a música ao vivo. Somos grandes fãs de boa música e ficamos felizes por constatar que são vários os restaurantes em Luanda que nos oferecem este tipo de entretenimento. Contudo, na nossa opinião, a música ao vivo não deve ser uma inconveniência no decorrer da nossa refeição. Mas foi exactamente isto que se passou no Chitaka quando lá fomos numa das noites de música ao vivo. Tivemos que passar para a sala de baixo (a do buffet) porque a música estava muito, muito alta e nem sequer dava para conversarmos. Se é para pagarmos $50 (5000kz), antes ainda das bebidas, e não podermos falar com os nossos amigos, então deixa estar. 

Resmungo à parte, recomendamos sim senhora o Restaurante Chitaka!

Chitaka

Address Endereço: Rua dos Kipacas, 5 (down the street from Hotel Presidente, Porto de Luanda area)
Bairro/Neighborhood: Mutamba/Porto
Cuisine | Cozinha: Portuguese, Angolan, Brazilian chef
Price | Preço: Average
LNL Rating | Classificação LNL* * *1/2
Tel: +244 915 707 958 / 936 665 885
Email: chitaka.angola@gmail.com / ols.chitaka@gmail.com
Horas | Hours: Mon-Sat: 08h00-0h00 | Sun: 10h00-00h00
Payment: Cash, MultiCaixa
Specialties | Especialidades: Fusões luso-angolanas com influências brasileiras
Alcohol: Full Bar
Reservations accepted? | Aceitam-se Reservas? Sim
*Live music every Thursday / Musica ao vivo todas as quintas

View Larger Map

Comments

comments