Semana da Cozinha Italiana em Angola: A real receita de Pizza Napoletana

In Italian, Recipes by Luanda NightlifeLeave a Comment

De 20 a 26 de Novembro do ano corrente, comemorar-se-á mundialmente a Semana da Cozinha Italiana, ocorrência que será celebrada com várias iniciativas organizadas em todo o mundo com vista a valorizar a gastronomia e os hábitos alimentares italianos.

Em Angola, a Semana da Cozinha Italiana servirá para favorecer o conhecimento da alimentação italiana localmente, onde efectivamente existe um grande potencial de crescimento.

O programa de actividades para a Semana da Cozinha Italiana inclui o envolvimento de líderes de opinião da televisão e de rádios angolana, noites especiais em 6 restaurantes da capital, formação e colaboração profissional.

Partilhamos aqui a real receita de um dos clássicos da cozinha italiana: pizza napoletana.

Ingredientes básicos

– farinha de trigo mole,

– levedura de cerveja,

– água natural potável,

– tomates pelados e/ou tomates frescos,

– sal marinho ou sal da cozinha,

– azeite extra virgem.

Qualquer outro ingrediente:

– alho e orégano (PIZZA MARINARA);

– Mozzarella di Bufala Campana DOP ou Mozzarella STG, manjericão fresco (PIZZA MARGHERITA).

1) Preparação da massa:

Misture a farinha, a água, o sal e o fermento.

Despeje um litro de água, dissolve uma quantidade de sal do mar compreendida entre 50 e 55 g, adicione 10% de farinha a comparação com a quantidade total prevista, em seguida, adicione 3 g de levedura de cerveja, e gradualmente adicione 1800 g de farinha até atingir a consistência desejada.

A massa deve ser trabalhada até obter uma única massa compacta. A massa deve ser não pegajosa, macia e elástica.

2) Levedação:

primeira fase: a massa é colocada em uma mesa de trabalho onde é deixada repousar por 2 horas, coberta com um pano úmido, para que a superfície não pode endurecer. Após 2 horas de levedeção, passe para a formação do naco. Os nacos devem ter um peso entre 180 e 250 gr.

segunnda fase: uma vez que os pãezinhos são formados, uma segunda fermentação ocorre em cassetes de 4 a 6 horas. Esta massa, armazenada à temperatura ambiente, está pronta para uso dentro de 6 horas.

3) Formar a pizza:

Após as horas de levedação, o pãezinho é extraído com a ajuda de uma espátula da cassete e colocado no balcão sobre uma camada leve de farinha para evitar que o pão fique na mesa de trabalho. Com um movimento do centro para o exterior e com a pressão dos dedos de ambas as mãos no pão, que é girado várias vezes, um disco de massa é formado de modo que a espessura central não seja superior a 0,4 cm com uma tolerância admissível de + 10% e a borda não excede 1-2 cm, formando assim a “cornija”.

4) Enchimento:

– com uma colher, fice no centro do disco de massa de 70g a 100g de tomates pelados cortados;

– com movimento espiral, o tomate é espalhado por toda a superfície central;

– com um movimento espiral, o sal é adicionado à superfície do tomate;

– do mesmo modo, disperse uma pitada de orégão;

– corte um dente de alho, previamente privado do filme exterior, fatiando-o e colocando-o no tomate;

– com um galheteiro bico e com movimento espiral, espalhe na superfície, do centro, 4 a 5 gramas de azeite extra virgem, com uma tolerância de + 20%.

Ou:

– com uma colher, colocam-se no centro do prato de massa de 60 a 80 pedaços de tomates pelados cortados e / ou tomates cortados frescos;

– com um movimento em espiral, o tomate é espalhado por toda a superfície central;

– com um movimento espiral, o sal é adicionado à superfície do tomate;

– 80 – 100 g de Mozzarella di Bufala Campana DOP cortada em tiras são colocados na superfície do tomate;

– algumas folhas de manjericão frescas são colocadas na pizza;

– com um galheteiro bico e com movimento espiral espalhar na superfície, do centro, 4 a 5 gramas de azeite extra virgem com uma tolerância de + 20%.

Ou:

– com uma colher, colocam-se no centro da placa de massa de 60 gr. a 80 gr. de tomates pelados cortados;

– com um movimento em espiral, o tomate é espalhado por toda a superfície central;

– com um movimento espiral, o sal é adicionado à superfície do tomate;

– 80 – 100 gr. de Mozzarella STG cortada em tiras são colocados na superfície do tomate;

– algumas folhas de manjericão frescas são colocadas na pizza;

– com um galheteiro bico e com movimento espiral, são espalhados na superfície, do centro, 4 a 5 gramas de azeite extra virgem com uma tolerância de + 20%.

5) Cozedura:

O fabricante de pizza move em uma lâmina de madeira (ou em alumínio), usando uma pequena farinha e um movimento rotativo, a pizza recheada, que é deslizada na placa do forno com um movimento rápido do pulso, de modo a evitar a saida do enchimento. A cozedura ocorre exclusivamente em fornos a lenha, onde é alcançada uma temperatura de cozimento de 485 °C.

O fabricante de pizza deve verificar a cozedura da pizza levantando uma aba, com a ajuda de uma lâmina de metal, e girando a pizza ao fogo, sempre usando a mesma área inicial da placa para evitar que a pizza seja queimada devido a duas temperaturas diferentes. Sempre com a lâmina de metal, no final da cozedura, o fabricante de pizza retirará a pizza do forno e colocá-lo-á no prato de servir. Os tempos de cozedura não devem exceder 60 a 90 segundos.

O Luanda Nightlife é media partner da Semana da Cozinha Italiana no Mundo. Siga todas as novidades desta iniciativa não só no portal do LNL como também nos nossos canais de social media.

*Foto por www.ricettapizzanapoletana.it

Comments

comments