Hotel Terminus N’dalatando: Conforto em terras do Kwanza Norte

In Angolan, Hotels, Mediano / Average $$, N'dalatando by Luanda NightlifeLeave a Comment

Texto: Pedro Correia
Fotografia: Carlos Lousada

Este artigo foi publicado na edição Junho-Julho 2016 da Revista Rotas & Sabores, parceiro de mídia do Luanda Nightlife. Leia a revista na sua íntegra aqui.

Click here for English

Com tudo acertado partimos de Luanda para uma aventura em terras do Kwanza Norte. Até à cidade de N’dalatando, a capital da província, são cerca de 250 quilómetros feitos em asfalto. Pelo caminho, no entanto, o programa turístico planeado pelo Hotel Terminus leva-nos por picadas que desembocam em lugares de beleza única e que valem a pena o desvio. A meio da tarde, chegamos a N’dalatando, pequena cidade construída ao estilo colonial mas com um crescimento significativo nos últimos anos. É no centro da cidade que encontramos o Hotel Terminus N’dalatando, refúgio para um descanso merecido depois das aventuras do dia.

Inaugurado em Novembro de 2014, o Hotel Terminus N’dalatando (de quatro estrelas) foi reerguido a partir do antigo Hotel Bragança. Faz parte do grupo de hotéis pertencentes à Imogestin S.A. e é gerido pela AKI Hotéis & Resorts, Lda. Do grupo fazem também parte os hotéis Terminus Lobito e Terminus Classic Lobito, assim como o projecto turístico do Parque Regional de Chimalavera, em Benguela.

Em N’dalatando, o novo Hotel Terminus apresenta uma decoração simples mas moderna. Somos recebidos com um simpático sorriso e o colorido das rosas-de-porcelana que enfeitam o amplo balcão de entrada. À direita um painel de várias cores anuncia uma das principais riquezas da província: o café, cuja produção está em fase de recuperação.

O contraste de tons claros e escuros dá um toque de classe à decoração que no espaço reservado ao bar e à cafetaria se abre em novas cores desafiando ao convívio. Do restaurante, que além da uma ampla sala minuciosamente decorada oferece um espaço mais intimista, chegam os cheiros que convidam à refeição reconfortante sugerida pelo chef: um bife à Terminus com todos, um calulu, uma muamba de galinha ou um funge de peixe ou de carne. Além da comida tradicional angolana, o restaurante tem uma longa carta de pratos da cozinha internacional, todos finalizados com os sabores adocicados de sobremesas deliciosas.

Lá em cima espera-nos o conforto de um dos 50 quartos (sete suites, 31 duplos e 12 twins), todos cuidadosamente decorados e equipados com TV e canais por cabo, Internet grátis, telefone, mini-bar e serviço de quartos permanente. O Hotel Terminus N’dalatando oferece ainda duas salas climatizadas e totalmente equipadas para a realização de reuniões e conferências.
Depois de uma reparadora noite de sono, o dia seguinte começa com uma saudável passagem pelo ginásio, um refrescante banho de piscina e um pequeno-almoço que nos prepara para mais um dia de aventuras por terras do Kwanza-Norte.

Tome Nota

Como ir

Saindo de Luanda pode optar pela via-expresso do Benfica a Viana, apanhando o desvio para Catete. Se sair do centro da cidade de Luanda, tome a direcção da Estrada de Catete. Até à cidade de N’dalatando são cerca de 250 quilómetros percorridos em asfalto.

Onde ficar

O Hotel Terminus N’dalatando está situado mesmo no centro da cidade capital da província do Kwanza Norte, na Rua Cazengo. Telefone: +244 948 513 498.

Onde comer

O restaurante do hotel tem à disposição um amplo serviço à la carte com pratos da cozinha tradicional angolana e internacional. Também pode ser servido um buffet em ocasiões especiais. As refeições têm preços médios na ordem dos 4000 Akz.

Imperdível

O roteiro histórico e turístico do Kwanza-Norte, que pode ser solicitado com antecedência à direcção do Hotel Terminus N’dalatando para grupos de viajantes.

Preços médios

O alojamento no Hotel Terminus N’dalatando varia entre os 20.000 Akz (quarto single) e os 35.000 Akz (suite). Os quartos twin ficam em 23.000 Akz e os duplos custam 25.000 Akz. A estadia em qualquer quarto inclui pequeno-almoço.


Hotel Terminus N’dalatando: Comfort in Kwanza Norte

With everything planned, we left Luanda to live an adventure in Kwanza North. N’dalatando, the capital of the province, is about 250 kilometers of tarred road away from Luanda. However, the tour program arranged by Hotel Terminus took us through small roads along the way, leading us to places of singular beauty that made the detour worth the while.

We reached N’dalatando by mid-afternoon, a small town built in the colonial style but showing signs of significant growth in recent years. It was in the center of town that we found Hotel Terminus N’dalatando, a retreat for well-deserved rest after the day’s journey.

Opened in November 2014, Hotel Terminus N’dalatando (four stars) was rebuilt from the old Hotel Bragança. It is part of a chain of hotels belonging to Imogestin, S.A., and is managed by AKI Hotels & Resorts, Lda. The Hotel Terminus Lobito and Classic Terminus Lobito, as well as the tourist project Chimalavera Regional Park in Benguela, all belong to the same the group.

The new Hotel Terminus in N’dalatando displays a simple yet modern décor. We were welcomed with friendly smiles and by the colors of the porcelain roses gracing the vast reception counter. To our right, a multicolor panel announced one of the main riches of the province: coffee, whose production is beginning to recover.

The contrast of light and dark tones gives a touch of class to the décor, which, beyond the space reserved for the bar and café, gives way to new colors challenging you to interact. From the Restaurant, a large, carefully decorated room that offers more intimacy, wafted smells that beckoned to a heart-warming meal suggested by the chef: Terminus steak, a stew of thick fish fillets and vegetables in palm oil broth (calulú), a stew of chicken cooked in palm oil broth (muamba de galinha) or cassava meal served with fish or meat (funge de peixe ou carne). Apart from traditional Angolan food, the restaurant has a long menu of international dishes, finalized by sweet, flavorsome delicious desserts.

Upstairs, the comfort of one of the 50 rooms (7 suites, 31 double bedrooms and 12 twin bedrooms) met our expectations; all rooms are carefully decorated and equipped with TV, cable channels, free internet, telephone, minibar and permanent room service. Hotel Terminus N’dalatando also offers two fully equipped air-conditioned meeting and conference rooms.

After a revitalizing night’s sleep, the next day began with a healthy stop at the gym, a refreshing dip in the swimming pool and a breakfast that prepared us for another day of adventure in Kwanza-North.

Take Note

How to Go

Leaving Luanda, you can choose the Benfica – Viana expressway, taking the exit to Catete Road. If you leave from the center of Luanda, travel in the direction of Catete Road. The city of N’dalatando is a 250-kilometer drive on tarred road.

Where to stay

Hotel Terminus N’dalatando is located right in the center of the capital city of Kwanza North province, at Rua do Cazengo. Telephone: 244 948 513 498.

Where to eat

The hotel restaurant has an extensive choice à la carte, serving both traditional Angolan and international dishes. The self-service buffet is available on special occasions. The average price of a meal is around 4,000 Akz.

Must-do

Take the historical and touristic route of Kwanza North, which can be booked in advance at Hotel Terminus N’dalatando for group travelers.

Average prices

The price of accommodation at Hotel Terminus N’dalatando varies between 20,000 Akz (single room) and 35,000 Akz (suite). The twin rooms cost 23.000 Akz, the double rooms 25.000 Akz. Breakfast is included for stays in any room.

 

Comments

comments